Corinthians goleia e faz a final com o São Caetano

São Paulo/Suzano e Corinthians se enfrentaram na noite desta terça-feira (3), no Ginásio Roberto David, em Suzano, pelo jogo de volta das semifinais da Copa Nathanael Cardoso de Araújo. Depois de perder o primeiro confronto por 3 x 0, restava ao Tricolor derrotar o Timão no tempo normal para levar a partida à prorrogaçãom, mas foram os visitantes que se garantiram na final com o placar de 4 x 0.
O Jogo:
A missão tricolor, que já era difícil, ficou ainda mais complicada logo aos 20 segundos de partida, quando Fernando abriu o placar para o Corinthians, após boa triangulação. Depois do gol os visitantes recuaram a marcação e o São Paulo quase empatou, com Ângelo, que parou em defesa do goleiro Diogo. Ainda assim o Timão levava perigo à meta suzanense, principalmente quando pressionava a saída de bola do adversário.

O primeiro tempo já passava de sua metade e o confronto seguia igual. Enquanto o Corinthians jogava com o controle da partida, o Tricolor errava alguns lances na ânsia de buscar o empate. Restando nove minutos para o fim da primeira etapa, Índio, bem colocado, aproveitou bom passe para ampliar o marcador. Mais organizado em quadra, o Timão segurou a boa vantagem para ir ao intervalo vencendo por 2 x 0.

A segunda etapa começou truncada, com muitas faltas dos dois lados. Nenhuma equipe criava chances de gol o que fez cair o nível do confronto. Nervosos, os jogadores do São Paulo erravam lances fáceis, enquanto os corintianos apenas assistiam o tempo passar. Precisando do resultado, o Tricolor passou a pressionar mais, mas não encontrava brechas na defesa adversária.

Mesmo parecendo confortável com o resultado, o Corinthians fez mais um. Depois de uma confusão na área, Bruno Souza desviou para as redes. O gol esfriou de vez o ânimo do São Paulo/Suzano, que passou a produzir ainda menos no ataque, mesmo com Ângelo atuando como goleiro-linha. Sobrou tempo para Paulinho Japonês driblar Ângelo ainda na quadra de defesa corintiana, e tocar por cobertura, marcando um golaço e fechando o placar.

Com informações: Rodrigo Mariano (Globo Esporte.com)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *