Flavinho Cavalcante e André Tártaro: os treinadores finalistas da Copa LPF

A decisão – inédita – da Copa LPF, irá reunir dois treinadores com trajetórias bem distintas na modalidade. De um lado, aparece Flavinho Cavalcante, com experiência nacional e internacional. De outro, o destaque fica por conta de André Tártato, que mesmo com uma carreira solidificada no interior paulista, sempre demonstrou competência e comprometimento pelos clubes onde passou.

Ambos estarão frente a frente neste sábado (10), a partir das 16h, quando Tempersul/Dracena e Barão de Mauá/Futsal Ribeirão se enfrentam no Ginásio José Correa, em Barueri (Grande São Paulo). A seguir, confira um breve resumo dos treinadores finalistas e suas respectivas campanhas ao longo da competição. Vale lembrar que na primeira fase, o Barão de Mauá venceu o Dracena pelo placar de 4 x 2

Flavinho Cavalcante:

Dentre os treinadores que seguem com suas respectivas equipes na fase de playoffs da Copa LPF, é o mais experiente. Ao longo de sua carreira, Flavinho passou por diversas equipes, dentre elas, Palmeiras, Malwee/Jaraguá, GM, Ulbra, AD Tubarão, São Caetano/Corinthians, Fortaleza EC, Santa Fé/Funec, São Paulo/Marília, Cachoeira/Granol, São José Futsal, Mombaça Futsal, Guarany/Frederico Westphalen, além de equipes do futsal chinês e seleção brasileira (como auxiliar técnico).

O treinador teve sua primeira passagem pelo futsal dracenense em 2016 e retornou no início desta temporada. Esta será a primeira vez que Flavinho Cavalcante irá disputar uma decisão em competições promovidas pela LPF.

Na fase de grupos, o Tempersul/Dracena ficou na terceira posição, com seus jogos, três vitórias, um empate e duas derrotas, contabilizando 10 pontos ganhos. Nesta fase, os dracenenses marcaram 24 gols e sofreram 17.

Quartas de final:
Yoka/Milclean 3 x 6 Tempersul/Dracena

Semifinal:
Tempersul/Dracena 4 x 0 São Paulo FC

André Tártaro:

O Barão de Mauá/Futsal Ribeirão disputou, pela primeira vez a LPF, em 2020. Antes, o time do interior paulista havia disputado competições regionais e extra-oficiais. E já em sua primeira participação, o time comandado por André Tártaro foi longe na competição ao ser um dos semifinalistas, sendo superado pelo Pulo Futsal (vice-campeão do torneio).

Tártaro assumiu o Ribeirão Futsal em janeiro 2019, quando sagrou-se campeão Paulista Série B, em cima do Real Real Madruga, além de faturar os títulos da Copa SBT e da Super Copa. André treinou ainda a equipe de Santa Rosa (Masc), mas apenas em torneios de TV, e de São Joaquim da Barra (Fem) sendo campeão da Taça EPTV. Paralelamente ao futsal profissional, também leciona em escolinhas, onde disputa torneios estudantis.

Na primeira fase, o Barão de Mauá/Futsal Ribeirão se classificou para os play-offs na segunda colocação, também dentro do Grupo A, com seis jogos, cinco vitórias e apenas uma derrota, totalizando 15 pontos. Foram 25 gols marcados e 12 sofridos.

Quartas de final
Barão de Mauá 3 x 1 CA Taboão da Serra

Semifinal
Barão de Mauá 6 x 3 Taubaté Futsal

Fotos: João Paulo Benini e Renan Bin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *