Barão de Mauá/Futsal Ribeirão escreve seu nome na história do futsal paulista

Em um jogo emocionante com reviravoltas e empates no tempo normal e na prorrogação, o Barão de Mauá/Futsal Ribeirão (Secretaria de Esportes) conquistou o título da Copa LPF. A final, contra o Tempersul/Dracena foi realizada neste sábado (10), em jogo único e quadra neutra, na cidade de Barueri (Grande SP). No tempo normal o placar ficou em 3 x 3 e persistiu na prorrogação. Nos pênaltis, melhor para Ribeirão que venceu por 4 x 2 e se sagrou campeão.

O Jogo:
A decisão teve como grande tônica, a intensidade. O Futsal Ribeirão abriu o marcador com Neguinho e um minuto depois Beto, artilheiro do time e da competição, ampliou. Antes do final do primeiro tempo Vitinho diminuiu para o Tempersul/Dracena. Na segunda etapa, Vitinho novamente marcou e empatou. Em uma jogada de escanteio a bola bateu forte em Ivan e Dracena virou. Faltando 30 segundos Neguinho acertou um belo chute e empatou. Um golaço!

O jogo foi pra prorrogação, mas as equipes esbarraram nas boas defesas e ninguém marcou. Com isso a decisão foi para os pênaltis. Foi aí que brilhou o goleiro Bezim, autor de duas defesas. Luiz Felipe, Walissinho, Pidaia e Ivan não desperdiçaram. Final 4 x 2 pro Futsal Ribeirão e título inédito e histórico conquistado.

Além do título, Bim foi eleito o melhor goleiro da competição. Beto, além de artilheiro da Copa LPF com 14 gols, foi eleito o melhor jogador. Neguinho foi o melhor jogador da partida final contra a Tempersul.

“A gente sabia que seria difícil. Conseguimos abrir 2 x 0, mas Dracena é um bom time. O futsal é dinâmico e mesmo eles empatando e virando, conseguimos empatar”, disse o técnico André Tártaro. “Nosso time trabalhou muito. Tivemos dificuldades. Eu mesmo tive dificuldades por ficar entubado e na UTI por conta da covid-19. Tivemos que superar com muito trabalho. Agora é comemorar e focar no segundo semestre”, completou.

“Foi emocionante, mas nosso time é muito bom. Os meninos, que apesar de não serem muito conhecidos, são excelentes jogadores e se dedicam muito. Falei pra eles, se a gente se unisse, teríamos condições de sermos campeões”, disse Beto. “Eu sabia que tinha chances de ser artilheiro, mas não esperava ser eleito o melhor jogador da competição, até porque tem muito bons jogadores em várias equipes que poderiam ser eleitos”, finalizou o artilheiro.

Os campeões
Agora Ribeirão Preto entra na galeria de campeões da Liga Paulista. Na Copa LPF a Intelli soma dois títulos, um em 2015, quando representava Orlândia, e outro em 2019, por São Carlos. Também com dois títulos na história da competição aparece o Taubaté Futsal (2017 e 2018), eliminado por Ribeirão Preto na semifinal. Os outros campeões foram Suzano (2012), São Caetano (2013), Grêmio Barueri (2014) e São José (2016). Por conta da pandemia, a Copa LPF não foi realizada em 2020.

ELENCO DO FUTSAL RIBEIRÃO CAMPEÃO DA COPA LPF
Goleiros: Alexandre, Bezin e Bim
Fixos: Ivan, Luiz Felipe e Pacola
Alas: Ezequiel, Jonas, Matheus, Neguinho, Pidaia, Sono, Walissinho e Wellitinho
Pivôs: Beto, Hebão e Nando
Técnico: André Tártaro
Auxiliar técnico: Jhonis Scarpelini
Preparador físico e Analista de Desempenho: Ary Bonadio
Preparador de goleiros: Wilson Carroça
Fisioterapeuta: Everson Costa
Diretor Executivo: Júnior Borelli
Diretores Esportivos: Marcelo Borelli, Edmilson Jabá e André Trindade
Diretor Comercial: Fernando Barbosa
Comunicação: Rafael Gonçalves e Fabiano Ribeiro
Fotógrafo: Renan Bin

Com informações: Rafael Gonçalves | Foto: Renan Bin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *