Até breve, Falcão

A água vinda dos céus nesta sexta-feira (20) em Orlândia se misturou com as lágrimas na despedida do craque Falcão da ADC Intelli. Assim como no dia 16 de janeiro de 2012, quando o jogador se apresentou ao time do interior em um dia nublado e chuvoso, o camisa 12 se despediu da torcida intelliana, novamente debaixo de uma leve chuva.
Em 2014 o jogador irá defender a Brasil Kirim, de Sorocaba. O ala assinou contrato de três anos com a equipe recém criada, que além de Falcão contará também com os campeões mundiais, Rodrigo (ex-Carlos Barbosa) e Tiago (ex-Joinville).
Na despedida, houve uma sessão de autógrafos e fotos para os fãs do craque e em seguida uma série de homenagens da diretoria orlandina, entre elas a entrega de uma placa, vídeos com depoimentos de companheiros de time e da esposa do jogador, Tatiana, e um momento especial, em que a camisa 12 foi aposentada.
“Para um intelliano, o maior bem é nosso manto, esse branco e bordô é sagrado e por isso o que vamos fazer agora é algo muito significativo e especial. A partir deste momento, não existe mais a camisa 12 na ADC Intelli, ela é sua e ficará eternizada para sempre apenas em nosso memorial”, explicou o locutor Tarciso Manso.
Depois disso, uma camisa 12 emoldurada foi entregue ao ala, e após escrever uma dedicatória especial na peça, o próprio jogador se encarregou de colocar o manto, agora eterno, em um local especialmente reservado para isto, no Memorial das Conquistas Parte Della Nostra Vita.
Este foi o último ato do maior jogador de todos os tempos pela Intelli. Após dois anos, quatro títulos (Liga Futsal 2012 e 2013, Superliga 2013 e Sulamericano Mercosul 2013), marcado pelos aplausos da torcida intelliana e lágrimas derramadas por Falcão e pelos presentes, o craque se foi, não sem antes ouvir do italiano e presidente de honra Vincenzo Spedicato, o famoso ‘Arrivederci’.
Com informações: Carlos Silva
Foto: Marcio Damião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *